domingo, 20 de maio de 2018

Fade Out Lines (The Avener & Phoebe Killdeer)


Fade Out Lines (The Avener & Phoebe Killdeer)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da supersérie "Onde Nascem Os Fortes".

Letra:

Deeper down
It's everywhere I look
From las vegas to right here
Under your dresser
Right by your ear
It's creeping in sweetly
It's definitely here
There's nothing more deadly
Than slow growing fear
Life was full and fruitful
And you could take a real bite
The juice poring well over
Your skins delight
But the shadow it grows
And takes the depth away
Leaving broken down pieces
To this priceless ballet

The shallower it grows
The shallower it grows
The fainter we go
Into the fade out line
The shallower it grows
The shallower it grows
The fainter we go
Into the fade out line

Did we build all those bridges
To watch them thin down to dust
Or blow them voluntarily
Out of constant trust
The clock is ticking its last couple of tocks
And there won't be a party with weathering frocks

The shallower it grows
The shallower it grows
The fainter we go
Into the fade out line
The shallower it grows
The shallower it grows
The fainter we go
Into the fade out line

Heading deeper down
We're sliding without noticing
Our own decline
Heading deeper down
We're hanging onto
Sweet nothings left behind
Deeper down
Deeper down
Deeper down
Deeper down
Down deeper down yeah

Did we build all those bridges
To watch them thin down to dust
Or blow them voluntarily
Out of constant trust
The clock is ticking its last couple of tocks
And there won't be a party with weathering frocks

Did we build all those bridges
To watch them thin down to dust
Or blow them voluntarily
Out of constant trust
The clock is ticking its last couple of tocks
And there won't be a party with weathering frocks

The shallower it grows
The shallower it grows
The fainter we go
Into the fade out line
The shallower it grows
The shallower it grows
The fainter we go
Into the fade out line

We are all plunging straight towards our own decline
Without noticing
We slide
Down
Deeper down
The shadow grows without ever slowing down
We are heading straight
Into the fade out line
Deeper down

Tradução:

Mais profundo
Está em cada lugar que olho
Desde las vegas até aqui
Sob sua comoda
Bem próximo ao seu ouvido
Está rastejando suavemente
Está definitivamente aqui
Não há nada mais letal
Do que um medo crescendo devagar
A vida era plena e fértil
E você podia dar uma boa mordida
O suco transbordando
Sua pele se alegra
Mas a sombra cresce
E leva a profundidade embora
Deixando peças quebradas
A este balé impagavel

A medida que cresce o superficial
A medida que cresce o superficial
Mais enfraquecemos
Nas linhas de declínio
A medida que cresce o superficial
A medida que cresce o superficial
Mais enfraquecemos
Nas linhas de declínio

Construimos todas essas pontes
Para vê-las diluindo em poeira?
Ou explodi-las voluntariamente
Sem confiança constante?
O relógio está dando suas ultimas voltas
E não haverá uma festa com vestidos velhos

A medida que cresce o superficial
A medida que cresce o superficial
Mais enfraquecemos
Nas linhas de declínio
A medida que cresce o superficial
A medida que cresce o superficial
Mais enfraquecemos
Na linha de declínio

Conduzindo-nos ás profundezas
Nós estamos escorregando sem perceber
O nosso próprio declínio
Conduzindo-nos ás profundezas
Nos prendemos em
Palavras doces que deixamos para trás
Mais profundo
Mais profundo
Mais profundo
Mais profundo
Mais profundo para baixo sim

Construimos todas essas pontes
Para vê-las diluindo em poeira?
Ou explodi-las voluntariamente
Sem confiança constante?
O relógio está dando suas ultimas voltas
E não haverá uma festa com vestidos velhos

Construimos todas essas pontes
Para vê-las diluindo em poeira?
Ou explodi-las voluntariamente
Sem confiança constante?
O relógio está dando suas ultimas voltas
E não haverá uma festa com vestidos velhos

A medida que cresce o superficial
A medida que cresce o superficial
Mais enfraquecemos
Na linha de declínio
A medida que cresce o superficial
A medida que cresce o superficial
Mais enfraquecemos
Na linha de declínio

Estamos todos mergulhando em direção ao nosso declínio
Sem perceber
Nós deslizamos
Para baixo
Mais baixo
A sombra cresce sem parar
Estamos indo direto
Para a linha de declínio
Deeper baixo

sábado, 19 de maio de 2018

Don’t Explain (Nina Simone)


Don’t Explain (Nina Simone)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da supersérie "Onde Nascem Os Fortes".

Letra:

Hush now, don't explain
There aint nothin' to gain
Im glad that your back
Dont' explain

Quiet baby, dont explain
There is nothing to gain.
Skip back the lipstick
Don't explain.

You know that i love you
And what love endures
All my thoughts of you
For i'm so completley yours
Don't want to hear folks chatter
Cause i know you cheat
Right n' wrong don't matter
When your with me my sweet..

Hush now don't explain
Daon't you know your my joy and your my pain.
My life is yours love
Don't explain

All my thoughts of you, for i'm so completley yours.
I don't want to hear nobody chatter
Cause i know you cheat,
Right n' wrong don't matter
When your with me my sweet.

Hush now, don't explain
Your my joy, your my pain
My life is yours love
Don't explain.

Tradução:

Silêncio agora, não explique
Não há nada a ganhar
Fico feliz que você está de volta
Não explique

Silêncio, querido, não explique
Não há nada a ganhar
Pule a parte do batom
Não explique

Você sabe que eu te amo
E que o amor resiste
A todos os meus pensamentos de você
Porque eu sou assim completamente sua
Não quero saber o que o outros pensam
Porque eu sei que você engana
Certo ou errado, não importa
Quando você está comigo, meu doce...

Silêncio agora, não explique
Você não sabe que você é a minha alegria e você é a minha dor
Minha vida é sua amor
Não explique

Todos os meus pensamentos são sobre você, porque eu sou sua
Eu não quero ouvir fofoca de ninguém
Porque eu sei que você engana
Certo ou errado, não importa
Quando você está comigo, meu doce

Silêncio agora, não explique
Você é a minha alegria, você é minha dor
Minha vida é sua, amor
Não explique.

Ilusão (Marisa Monte feat. Julieta Venega)


Ilusão (Marisa Monte feat. Julieta Venega)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da novela "Além do Horizonte".

Letra:

Uma vez eu tive uma ilusão
E não soube o que fazer
Não soube o que fazer
Com ela
Não soube o que fazer
E ela se foi
Porque eu a deixei
Por que eu a deixei?
Não sei
Eu só sei que ela se foi

Mi corazón desde entonces
La llora diario
No portão
Por ella
No supe que hacer
Y se me fue
Porque la dejé
¿Por que la dejé?
No sé
Sólo sé que se me fue

Sei que tudo o que eu queria
Deixei tudo o que eu queria
Porque não me deixei tentar
Vivê-la feliz

É a ilusão de que volte
O que me faça feliz
Faça viver
Por ella no supe que hacer
Y se me fue
Porque la dejé
¿Por que la dejé?
No sé
Sólo sé que se me fue

Sei que tudo o que eu queria
Deixei tudo o que eu queria
Porque não me deixei tentar
Vivê-la feliz
Sei que tudo o que eu queria
Deixei tudo o que eu queria
Porque no me dejó
Tratar de hacerla feliz

Porque la dejé
¿Por que la dejé?
No sé
Sólo sé que se me fue

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Back To Black (Jesuton)


Back To Black (Jesuton)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da supersérie "Onde Nascem Os Fortes".

Letra:

He left no time to regret
Kept his dick wet with his same old safe bet
Me and my head high
And my tears dry, get on without my guy
You went back to what you knew
So far removed from all that we went through
And I tread a troubled track
My odds are stacked, I'll go back to black

We only said goodbye with words
I died a hundred times
You go back to her
And I go back to
I go back to us

I love you much
It's not enough, you love blow and I love puff
And life is like a pipe
And I'm a tiny penny rolling up the walls inside

We only said goodbye with words
I died a hundred times
You go back to her
And I go back to
We only said goodbye with words
I died a hundred times
You go back to her
And I go back to

Black, black, black, black
Black, black, black
I go back to
I go back to

We only said goodbye with words
I died a hundred times
You go back to her
And I go back to
We only said goodbye with words
I died a hundred times
You go back to her
And I go back to black

Tradução:

Ele não teve tempo para se arrepender
Foi buscar prazer naquela sua velha garantia
Eu, de cabeça erguida
E com lágrimas secas, sigo em frente sem o meu cara
Você voltou para aquela que já conhecia
Muito distante de tudo que havíamos vivido
Eu segui um caminho problemático
Minhas possibilidades são muitas, eu vou voltar ao luto

Nós apenas nos despedimos com palavras
Eu morri uma centena de vezes
Você volta para ela
E eu volto
Eu volto para nós

Eu te amo muito
Isso não é o suficiente, você gosta do que é pesado e eu prefiro algo mais leve
E a vida é como um tubo
E eu sou uma pequena moeda rolando por dentro

Nós apenas nos despedimos com palavras
Eu morri uma centena de vezes
Você volta para ela
E eu volto ao
Nós apenas nos despedimos com palavras
Eu morri centena de vezes
Você volta para ela
E eu volto ao

Luto, luto, luto, luto
Luto, luto, luto
Eu volto ao
Eu volto ao

Nós apenas nos despedimos com palavras
Eu morri uma centena de vezes
Você volta para ela
E eu volto ao
Nós apenas nos despedimos com palavras
Eu morri centena de vezes
Você volta para ela
E eu volto ao luto

Sorriso de Luz (Gilson Peranzzetta feat. Djavan)


Sorriso de Luz (Gilson Peranzzetta feat. Djavan)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da novela "Flor do Caribe".

Letra:

No primeiro olhar 
Deu pra imaginar 
Vai acontecer 
Tentei evitar 
Mas ao desviar 
Vi um céu de estrelas 
E ao sorrir, que luz 
Seu riso tem uma luz 
Que ninguém mais traduz 
Só o luar 
Chegou pra ficar, pra iluminar 
E me enlouquecer 

Ao se aproximar 
Não deu pra negar 
Não pude esconder 
Li no seu olhar 
Estava escrito lá 
Até nas estrelas 
E ao sorrir, que luz 
Que brilho ela possui 
Meu Deus, ela seduz 
Com seu olhar 
Veio pra ficar 
Pra me encantar 
E me envolver 

Loucos pra sonhar 
Foram se entregar 
Sem ninguém saber 
Risos pelo ar 
Livres para amar 
Sede de viver 
Não sei como foi 
Mas se a vida pôs 
Tudo entre nós dois 
Então vai ser 
E esse amor em nós 
Vai sorrir após 
Cada amanhecer

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Sua Estupidez (Gal Costa)


Sua Estupidez (Gal Costa)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da supersérie "Onde Nascem Os Fortes".

Letra:

Meu bem, meu bem
Você tem que acreditar em mim
Ninguém pode destruir assim
Um grande amor
Não dê ouvidos à maldade alheia e creia
Sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo
Meu bem, meu bem
Use a inteligência uma vez só
Quantos idiotas vivem só
Sem ter amor
E você vai ficar também sozinha, eu sei porque,
Sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo
Quantas vezes eu tentei falar
Que no mundo não há mais lugar
Pra quem toma decisões na vida sem pensar
Conte ao menos até três
Se precisar conte outra vez
Pense outra vez
Meu bem, meu bem, meu bem, eu te amo

Meu bem, meu bem
Sua incompreensão já é demais
Nunca vi alguém tão incapaz
De compreender
Que o meu amor é bem maior que tudo que existe
Mas sua estupidez não lhe deixa ver que eu te amo
Eu te amo
Eu te amo

Aquela Velha Canção (Marisa Monte)


Aquela Velha Canção (Marisa Monte)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da novela "Guerra dos Sexos".

Letra:

Quando eu te ligar cantando aquela velha canção
Não diga que estou enganado, estou resolvido
Vou dar férias pro meu coração
Confesso que fiquei magoado, eu fiquei zangado,
Mas agora passou, esqueci
Eu não vou te mandar pro inferno porque eu não quero
E porque fica muito longe daqui

Quando eu te ligar cantando aquela canção
Pra te desnortear, te ferir com carinho
É pra fazer doer no seu ouvido - a nota melhor do nosso amor
Quando eu te ligar cantando aquela canção
Não diga que não sente nada
É pra fazer doer no seu ouvido - a nota melhor do nosso amor

Alô, a lua, alô, amor. Alô, a lua, alô, a lua, amor (2x)

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Soluços (Jards Macalé)


Soluços (Jards Macalé)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da supersérie "Onde Nascem Os Fortes".

Letra:

Quando você me encontrar
Não fale comigo, não olhe pra mim
Eu posso chorar

Quando você me encontrar
Não fale comigo, não olhe pra mim
Eu posso chorar

E quando eu choro eu tenho soluços
E os soluços estragam minha garganta
E além disso eu uso lenços de papel
Eles se desfazem quando molham
Meus olhos ficam vermelhos e irritados
Eu ainda não comprei meus óculos escuros

Quando você me encontrar
Não fale comigo, não olhe pra mim
Eu posso chorar

Quando você me encontrar
Não fale comigo, não olhe pra mim
Eu posso chorar

E quando eu choro eu tenho soluços
E os soluços estragam minha garganta
E além disso eu uso lenços de papel
Eles se desfazem quando molham
Meus olhos ficam vermelhos e irritados
Eu ainda não comprei meus óculos escuros

Vive (Maria Bethânia)


Vive (Maria Bethânia)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da novela "Salve Jorge".

Letra:

É inútil chorar
Noites enveredar
Ruir por nada assim
Minha vida é sua
Como um marinheiro do mar
Sofrer não há porque

Desencana meu amor
Tudo seu é muita dor
Vive
Deixa o tempo resolver
O que tem que acontecer
Livre

Tanto que eu sonhei
Nos amar a pleno vapor
Tanto que eu quis
Fazê-la estrela
Da sagração de um ser feliz

Desinflama meu amor
Do seu jeito é muita dor
Vive
Deixa o tempo resolver
Se tiver que acontecer
Vive

Desencana meu amor
Tudo seu é muita dor
Vive
Deixa o tempo resolver
O que tem que acontecer
Livre.

terça-feira, 15 de maio de 2018

Quando Bate Aquela Saudade (Rubel)


Quando Bate Aquela Saudade (Rubel)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da supersérie "Onde Nascem Os Fortes".

Letra:

É você que tem
Os olhos tão gigantes
E a boca tão gostosa
Eu não vou aguentar

Senta aqui do lado
E tira logo a roupa
Esquece o que não importa
Nem vamos conversar

Olha bem mulher
Eu vou te ser sincero
Quero te ver de branco
Quero te ver no altar

Não tem medo não
Eu sei vai dar errado
A gente fica longe
E volta a namorar depois

Olha bem mulher
Eu vou te ser sincero

Eu to com uma vontade danada
De te entregar todos beijos que eu não te dei
E eu to com uma saudade apertada
De ir dormir bem cansado
E de acordar do teu lado pra te dizer
Que eu te amo
Que eu te amo demais

Olha bem, mulher
Eu vou te ser sincero
Quero te ver de branco
Quero te ver no altar

Não tem medo, não
A gente fica longe
A gente até se esconde
E volta a namorar depois

Que é você que tem
Os olhos tão gigantes
E a boca tão gostosa
Eu não vou aguentar

Olha bem, mulher
Eu vou te ser sincero
Eu tô com uma vontade danada
De te entregar todos beijos que eu não te dei
E eu tô com uma saudade apertada de ir dormir bem cansado
E de acordar do teu lado pra te dizer
Que eu te amo
Que eu te amo demais

Eu tô com uma vontade danada
De te entregar todos beijos que eu não te dei
E eu tô com uma saudade apertada de ir dormir bem cansado
E de acordar do teu lado pra te dizer
Que eu te amo
Que eu te amo demais

Mais Uma Vez (Marisa Monte)


Mais Uma Vez (Marisa Monte)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da novela "Caras & Bocas".

Letra:

Mais uma vez eu vou te deixar
Mas eu volto logo pra te ver
Vou com saudades no meu coração

Mando notícias de algum lugar...

Eu sei, que muitas vezes te fiz esperar demais
Mas mesmo na distância o meu pensamento voa longe demais
Fico imaginando você sofrendo na solidão

Uoouuuu

Quando eu vou deitar penso em você em seu quarto dormindo

Ahhhh

Longe de você meu bem, longe da alegria
Longe de você meu bem, longe do nosso lar .... (2x)

Mais uma vez eu vou te deixar
Mas eu volto logo pra te ver
To com saudades no meu coração

Mando notícias de algum lugar...

Eu sei, que muitas vezes te fiz esperar de mais
Mas mesmo na distância o meu pensamento voa longe demais
Fico imaginando você sofrendo na solidão

Uoouuuu

Quando eu vou deitar penso em você em seu quarto dormindo

Ahhhh

Longe de você meu bem, longe da alegria
Longe de você meu bem, longe do nosso lar .... (2x)
Mais uma vez...

segunda-feira, 14 de maio de 2018

Os Povos (Milton Nascimento)


Os Povos (Milton Nascimento)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da supersérie "Onde Nascem Os Fortes".

Letra:

Na beira do mundo
Portão de ferro, aldeia morta, multidão
Meu povo, meu povo
Não quis saber do que é novo, nunca mais
Eh! Minha cidade
Aldeia morta, anel de ouro, meu amor
Na beira da vida
A gente torna a se encontrar só

Casa iluminada
Portão de ferro, cadeado, coração
E eu reconquistado
Vou passeando, passeando e morrer
Perto de seus olhos
Anel de ouro, aniversário, meu amor
Em minha cidade
A gente aprende a viver só

Ah, um dia, qualquer dia de calor
É sempre mais um dia de lembrar
A cordilheira de sonhos que a noite apagou

Eh! Minha cidade
Portão de ouro, aldeia morta, solidão
Meu povo, meu povo
Aldeia morta, cadeado, coração
E eu reconquistado
Vou caminhando, caminhando e morrer
Dentro de seus braços
A gente aprende a morrer só
Meu povo, meu povo
Pela cidade a viver só

Delírio dos Mortais (Djavan)


Delírio dos Mortais (Djavan)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da novela "Duas Caras".

Letra:

Rio,
Podem dizer o que quiser
Mas o xodó do povo
É o Rio
Casa do samba e do amor
Do Redentor
Louvado seja o Rio,
Rio
Pra delírio dos mortais
Pedras monumentais
Combinaram aqui
Um encontro colossal
E contorno de beleza igual
Nunca vi
Com esse poder
Outra cidade não há
Não consigo pensar em duas
É muito fácil sentir
A mão de Deus em tudo
Em Copacabana
O Rio bate um bolão
Garotas que passam têm lugar na canção
Tudo está ali
Pra quem sabe o que é bom
Ninguém mais esquece o réveillon
Fevereiro e março
É tempo de carnaval
O Rio que traço
É o lugar natural
Pras coisas do amor
Do jeito que se quer
Tamanho o esplendor da mulher

domingo, 13 de maio de 2018

Negro Amor (Gal Costa)


Negro Amor (Gal Costa)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da supersérie "Onde Nascem Os Fortes".

Letra:

Vá, se mande, junte tudo que você puder levar 
Ande, tudo que parece seu é bom que agarre já 
Seu filho feio e louco ficou só 
chorando feito fogo à luz do sol 
Os alquimistas já estão no corredor 
e não tem mais nada negro amor 

A estrada é pra você e o jogo é a indecência 
junte tudo que você conseguiu por coincidência 
e o pintor de rua que anda só 
desenha maluquice em seu lençol 
sob seus pés o céu também rachou 
e não tem mais nada negro amor 

Seus marinheiros mareados abandonam o mar 
seus guerreiros desarmados não vão mais lutar 
seu namorado já vai dando o fora 
levando os cobertores? E agora? 
até o tapete sem você voou 
e não tem mais nada negro amor 
e não tem mais nada... 

As pedras do caminho deixe para trás 
esqueça os mortos que não levantam mais 
o vagabundo esmola pela rua 
vestindo a mesma roupa que foi sua 
risque outro fósforo, outra vida, outra luz, outra cor 
e não tem mais nada negro amor 
e não tem mais nada negro amor 
e não tem mais nada negro amor 
e não tem mais nada negro amor

Grão de Amor (Arnaldo Antunes feat. Marisa Monte)


Grão de Amor (Arnaldo Antunes feat. Marisa Monte)
Obs.: Esta música faz parte da trilha sonora da novela "Como Uma Onda".

Letra:

Me deixe sim
Mas só se for
Pra ir ali
E pra voltar

Me deixe sim
Meu grão de amor
Mas nunca deixe
De me amar

Agora as noites são tão longas
No escuro eu penso em te encontrar
Me deixe só
Até a hora de voltar

Me esqueça sim
Pra não sofrer
Pra não chorar
Pra não sentir

Me esqueça sim
Que eu quero ver
Você tentar
Sem conseguir

A cama agora está tão fria
Ainda sinto seu calor
Me esqueça sim
Mas nunca esqueça o meu amor

É só você que vem
No meu cantar meu bem
É só pensar que vem
Lara rara

Me cobre mil telefonemas
Depois me cubra de paixão
Me pegue bem
Misture alma e coração